blog

um site para edificação em amor.

O ARGUMENTO INFALÍVEL

O poder de um argumento bem elaborado é realmente extraordinário. E, possuí-lo, concede supremacia em meio a um debate e respeito diante de questionadores. Inserido no ambiente acadêmico da teologia, vejo constantemente alunos e professores que se esforçam em buscar argumentos que possam encerrar discussões. Todavia, já percebi que fortíssimos argumentos que, por tempos, já deixaram sábios questionadores sem palavras, conseguiram ser facilmente desconstruídos por novas premissas mais bem elaboradas.

“Cada um tem a sua verdade”, diante dessa máxima instituída na pós modernidade, argumentos sólidos elaborados por mentes brilhantes estão perdendo o seu brio, esvaindo assim o poder das palavras e tornando tolice a argumentação ou trocando a argumentação pela aceitação.

É necessário que haja uma maneira de se demonstrar a verdade com algo mais forte do que um conjunto de palavras. Toda doutrina pode ser questionada, mas uma vida exemplar é o mais forte argumento de um cristão. O argumento infalível é uma vida exemplar diante da falência do poder de um argumento em nossa sociedade.

Em toda a bíblia o cristão é encorajado a viver à altura da verdade que anuncia e não apenas ser um bom argumentador da mesma. É verdade que as pessoas sempre estarão dispostas a ouvir o que você tem a dizer quando as suas atitudes forem inquestionáveis.

Vejamos, por exemplo, o apóstolo Paulo quando foi anunciar o evangelho em Corinto. Essa era uma cidade cosmopolita e plural, onde as pessoas iam às praças para ouvir grandes filósofos e pensadores expondo suas ideias e argumentos. Sendo Paulo um homem de extrema capacidade intelectual, preferiu usar o argumento infalível. O próprio escreve aos coríntios dizendo “E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.” 1 Co 2:4,5. A palavra grega traduzida como demonstração também significa manifestação, exibição, prova.

Contra fatos não há argumentos. Contra uma história viva não há questionamentos. Se o evangelho não se tornar um fato em nossa vida, nossos mais belos argumentos teológicos serão reduzidos a apenas mais uma opinião a respeito de Deus.

Ser cristão não é carregar uma cruz, não é pertencer a uma religião ou cumprir um conjunto de regras para merecer o céu e não ir para o inferno. Ser cristão é ser como Cristo. Os discípulos foram chamados cristãos pela primeira vez pelos gentios em Antioquia. Após serem reconhecidos como judeus e também como discípulos de Jesus, as pessoas de Antioquia veem nesses homens CRISTÃOS. Esses homens não seguiam apenas uma religião, não eram propagadores de uma nova filosofia, eles demonstravam em suas vidas o evangelho de Cristo Jesus.

“Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.”‭ 1 Coríntios‬ ‭11:1‬ ‭NVI‬‬. Esse é o conselho de Paulo para a igreja de Corinto que cabe como uma luva para cada cristão nos dias em que vivemos. Muito mais do que buscarmos argumentos que convençam a razão, vamos demonstrar o argumento infalível, nosso exemplo de vida. O alvo final é imitar a Cristo, é ser como Ele, viver como Ele vivia.

 

Viva Cristo,

Leonardo Capochim (Facebook)

@leocapochim (Instagram, Twitter, Snapchat)

www.sementesdefe.com

ABRACE O TEMOR

Já presenciei muitas reuniões, processos seletivos e treinamento de equipes ao longo dos anos. Esses momentos geralmente são cheios de dinâmicas, palavras de motivação, entrevistas e outras atividades de grupo ou individuais. Uma atividade que me chama a atenção é aquela em que cada participante deve falar a primeira palavra que lhe vier à mente em resposta a cada palavra proferida pelo instrutor. Por exemplo: quando o instrutor diz a palavra “amor”, já ouvi pessoas responderem “mãe”, “casamento”, “romance”, “chocolate”. Ao falar “férias” surgem respostas como “praia”, “família”, “necessidade”, “descanso”.

 

Perceba que comumente as respostas revelam associações lógicas ou emocionais existentes na mente de um indivíduo. Ao citar “felicidade”, um grande número de palavras surge em sua mente, porém é muito raro que alguém tenha pensado na palavra “temor”. Entretanto, a felicidade bíblica está associada ao temor. Ao revelar o caminho para a felicidade, o salmista estabelece o temor como uma de suas etapas.

 

Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos!

Salmos 112:1

 

O homem somente encontrará a verdadeira felicidade ao abraçar o temor do Senhor. Muitas pessoas têm encontrado dificuldade em alcançar a felicidade na vida pois não aprenderam a temer a Deus. Por mais que este seja um assunto recorrente das Sagradas Escrituras, existindo uma média de quinhentos versículos que falam a respeito dele, os cristãos confundem o que venha a ser este temor. Temer ao Senhor não é ter medo, é um respeito sublime a Ele. A palavra hebraica usada no texto pode ser traduzida como honra, reverência, admiração, respeito. Logo, o temor é um reconhecimento de quem Deus é. É reconhecer que Ele é Deus, é soberano, é senhor, é grande, é todo poderoso.

Acredito que uma grande parcela das tristezas que se alojam no coração estão ligadas a falta desse reconhecimento de que somente Deus é deus. O ser humano é, em muitos momentos, um colecionador de frustrações incoerentes. Decepções por não saber de tudo, por situações que fugiram de seu controle ou até mesmo por não conseguir realizar algo que era impossível. São escravos da tristeza pois não conseguem aceitar que não são Deus, logo, não podem fazer o que somente Deus poderia fazer. Aconselho que você leia um artigo que escrevi a uns anos atrás com o título Eu não sou Deus. Certamente irá ajudá-lo a alcançar esta verdade.

Quando o cristão abraça o temor do Senhor há uma verdade que logo lhe alcança. Ele começa a ter prazer no mandamento do Senhor. Essa verdade é totalmente contrária ao instinto humano e as filosofias presentes em nosso século. O homem não gosta de leis, mandamentos ou regras. Aquele que busca seguir fielmente a leis é taxado por muitos como bobo, manipulado, prisioneiro e infeliz. Uma pessoa pode ser perseguida em seu local de trabalho apenas por ser leal. Um dos motivos disso acontecer é a presença da rebeldia no coração do homem.

A bíblia declara que a verdadeira felicidade está em ter grande prazer na lei do Senhor. Só encontra prazer na lei aqueles que entendem o seu propósito. Quando o homem entende que todos os mandamentos que Deus estabeleceu têm como fim a preservação da vida, ele começa a se sentir livre e motivado a cumprí-los. O salmista declarou que “A lei do SENHOR é perfeita, e revigora todo o ser. As palavras que vêm do SENHOR são dignas de confiança, e transformam os mais humildes em sábios.” Sl 19.7 KJA

Se você deseja ser feliz de verdade, abrace o temor do Senhor e tenha alegria em seus mandamentos. Sua vida será inundada de refrigério e descanso. O conhecimento de Deus e de seu caráter protegerão a sua vida em meio aos desertos e vales. A vara e o cajado do Bom Pastor te guiarão em meio aos momentos de maiores tristezas e te conduzirão ao banquete e ao triunfo. A sua felicidade está intimamente ligada a sua confiança em Deus.


 

Viva Cristo,

Leo Capochim

EM 2017, SUPERE-SE

superacao

Pelo título você espera ler mais um artigo motivacional, recheado de autoajuda, com inúmeras frases de auto afirmação como “você é dono de sua própria história”, “pegue o leme da sua vida” ou “você é capaz de ir além por você mesmo”. Se esta era a sua expectativa, temo que terei de frustrá-la. Muitas pessoas têm desejo de alcançar grandes coisas e creio que não há nada de errado nisto. Precisamos crescer, realizar sonhos, concluir projetos. Tudo isso faz parte de nossa trajetória nesta terra.

A maioria concorda que a superação é essencial para que e sonhos e projetos realmente se concretizem. É necessário romper seus limites, ir além de sua história, seus medos, habilidades, ou seja, ir além de você mesmo para alcançar. São inúmeras as história de superação que lemos em livros ou assistimos em um emocionante filme. A sensação que tenho diante dessas histórias é que preciso me colocar em um ringue contra mim mesmo ou calar o mundo inteiro e aprender a ser auto-suficiente para dar certo na vida.

No entanto esses dias em minha leitura bíblica devocional me deparei com um texto que me chamou a atenção. Lucas, narrando a defesa de Pedro e João diante do Sinédrio registra: “Vendo a coragem de Pedro e de João e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus. Atos‬ ‭4:13‬ ‭NVI”. A palavra grega traduzida como ousadia é parrēsia que significa liberdade de expressão, falar abertamente, francamente, ou seja, sem ocultação, sem ambiguidade ou circunlocução, sem o uso de figuras e comparações; confiança livre e destemida, coragem alegre, ousadia, segurança.

Anciãos, escribas e as demais principais autoridades do povo judeu ficaram admirados com o discurso de Pedro e João. O que causou essa admiração foi o fato deles saberem que os discípulos eram homens comuns, eram simples pescadores, ou seja, não faziam parte de nenhuma linhagem da alta sociedade. Além disso, eram iletrados, ignorantes, não estudaram nas nobres escolas rabínicas. Esses homens ordinários estavam falando de forma extraordinária. Incontestavelmente tinham alcançado uma genuína superação.

Agora, repare no texto que as principais autoridades atribuem essa mudança radical na vida destes homens a um único fato: “ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus”. O segredo para a superação está na comunhão com Cristo. Pedro e João conseguiram ser alguém além do que eles poderiam ser por causa do relacionamento com Cristo.

A Bíblia não é um livro de autoajuda mas sim um manual da ajuda do alto. Se você quer viver a superação aprenda a depender de Deus e se relacionar com ele. Você não precisa entrar em contato com o seu eu, ou sentar-se no trono da sua existência, como dizem os conselheiros modernos. O caminho para ir além de você mesmo é permitir com que Cristo se assente no trono de sua vida e a governe. Reconheça Ele como o seu Senhor e Rei além de ser o seu Salvador. E, depois de tomar essa decisão, caminhe com Ele.

Pedro e João não apenas obedeciam as direções de Jesus, eles vivam ao seu lado. É impressionante o quanto a convivência com uma pessoa causa transformação. Aqueles são casados a muitos anos sabem o quão verídica é esta afirmação. Literalmente, manias, frases, gostos, gestos que eram singulares passam a ser comum aos dois. E ninguém consegue explicar como aprendeu, simplesmente acontece. Você se torna semelhante àquele com quem você convive.

Quanto mais você se relacionar com Cristo mais parecido com Ele você se tornará. Jesus é o homem perfeito, Ele é o mais alto padrão que existe para ser alcançado. Você pode ter muitos obstáculos que precisam ser superados em você mesmo para que alcance os seus sonhos, projetos e objetivos de vida. Talvez seu histórico familiar não seja o melhor, suas habilidades limitadas, seu passado conturbado, seu nível de escolaridade insuficiente para o que você almeja. Todas essas coisas se tornam ínfimas diante do poder que há em relacionar-se com Cristo.

Assim como os limites de Pedro e João foram rompidos dia a dia caminhando com Cristo ao ponto de todos ficarem admirados, da mesma forma será em sua vida. Relacionar-se com Cristo é possível e simples. Através da oração e da leitura da bíblia você está em contato com Ele. Orar não é falar sozinho e ler a bíblia não é ler um simples livro, você está em verdadeira comunhão com Deus nesses momentos. O esforço que você deve fazer não é para combater a você mesmo mas sim o dedicar-se a essas práticas cristãs. Sua mudança não está em você mesmo. Supere-se caminhando com Cristo.

Viva Cristo,

Leo Capochim

NO CÉU por Seminário Teológico Carisma

Carisma lança série de devocionais

“No Céu” foi ao ar no dia 31 de março deste ano, tendo como estreante o pastor, diretor e professor da instituição, Leonardo Capochim

O Seminário Teológico Carisma (STC) oferece a participantes e convidados uma variedade de atividades como o culto “Encontros”, “Escola de Cura” e o culto “Homens e Mulheres de Honra”, que têm sido ferramentas de ensino e prática da Palavra de Deus, além das salas de aula, em que muitos líderes e alunos têm sido preparados por meio da Palavra e do Espírito.

Para somar ao trabalho já disponibilizado pela instituição, o Carisma lança uma série de vídeos devocionais chamada: “No Céu”. Nessa série, os professores ministrarão semanalmente uma palavra específica para edificação da igreja.

“No Céu” foi ao ar no dia 31 de março deste ano, tendo como estreante o pastor, diretor e professor da instituição, Leonardo Capochim. Ele, sob a direção e unção do Espírito Santo, aborda o tema “amor de Deus”.

Assista abaixo o primeiro episódio da série:

Para acompanhar as atividades que o Seminário Teológico Carisma desenvolve, inscreva-se no canal do youtube aqui.

:: Carisma

Adaptação: Lagoinha.com

Li e indico

Maravilhoso esse livro da Joyce Meyer. Ela conseguiu resumir de forma consistente esses 3 assuntos, tornando fácil o entendimento de verdades tão profundas.

Transient

Dificuldade, isso é de Deus?

dificuldade

“Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16.33.) O novo nascimento não nos isenta das dificuldades como alguns acreditam, mas também não nos insere num mar de adversidades como muitos creem. Na verdade, a questão de nos tornarmos filhos de Deus simplesmente nos faz grandes o suficiente em Cristo para derrotá-las. É por isso que o apóstolo Paulo disse com grande convicção: “Posso todas as coisas naquele que me fortalece.” (Filipenses 4.13.) No verso anterior do mesmo capítulo, ele também afirmara, e convicto: “Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade.” Paulo aprendeu a ser mais que vencedor em todas as situações.

O justo também passa por dificuldades. O justo é também afligido não por ter pecado, mas por causa do pecado no mundo (Romanos 8.19-23). O próprio Jesus, quando clamou ao Pai pelos discípulos e por cada um dos que seriam seus filhos – incluindo eu e você – para que não fôssemos tirados do mundo, mas para que nos livrasse do mal. O fato de estar passando por dificuldade não o torna mais ou menos justo. Você está no mundo. O salmista foi muito claro: “Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra.” (Sl 34.19.)

Muitos tendem a fazer das dificuldades o “termômetro divino da vontade de Deus”, ou seja, se tudo estiver bem,“é de Deus!”, mas se há problemas e dificuldades, “não é de Deus!” Esse é outro extremo terrível. Nos capítulos 13 e 14 de Números lemos acerca do momento em que doze espias foram enviados à Terra Prometida para sondarem-na. Dez deles retornaram com um relatório negativo por causa das dificuldades encontradas. O gigante era um deles. Viveremos melhor a vida cristã se entendermos que as circunstâncias não ditam a nossa vida, não guiam os nossos passos e não determinam o nosso futuro. O que determina tudo na nossa vida é a PALAVRA DE DEUS! Descanse na fidelidade de Deus! Tenha bom ânimo! Ele venceu, logo, nós também vencemos, pois a vitória dele é a nossa vitória! “Mas graça a Deus, que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.” (1Co 15.57.)

CONFLITO DE SABERES

conflitosaberes

“E mesmo agora sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. Respondeu-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir. Disse-lhe Marta: Sei que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia.” João 11.22-24

Ao ler esse texto talvez você faça como muitos, condena Marta e pensa: “Incrédula! Será que ela não sabia que estava falando com Jesus, o Filho de Deus?”

Esta parte da história de Marta retrata como muitas vezes nós reagimos as promessas que Deus nos diz. Tenho certeza que você, como eu, irá se identificar de uma forma tão profunda com Marta, mas também irá aprender a reagir da forma certa.

Marta aqui está passando, talvez, por uma das situações mais difíceis de sua vida. Seu irmão Lázaro, após uma grave doença, havia morrido. Ela, como uma boa crente em Jesus, ao ver seu irmão doente logo mandou chamá-lo. Ela sabia que se Jesus viesse até Lázaro tudo poderia mudar, aquela doença seria aniquilada e seu irmão seria curado. Mas, por um momento, parece que Jesus não deu muita importância ao pedido dela e continuou sua caminhada com os discípulos. Por causa dessa demora (de acordo com o entendimento de Marta) ocorre uma fatalidade: seu irmão morre e é sepultado conforme os costumes da época. Encorajo você a ler todo o capítulo 11 do evangelho de João, que trás muitos ensinamentos de Deus.

No quarto dia após o sepultamento de seu irmão chega Jesus. Marta não perde tempo e na mesma hora expõe seu pensamento a Jesus: “Senhor, se tu estivesses aqui meu irmão não teria morrido.” Ela conhecia o poder de Jesus, já o tinha visto operar milagres. E ela continua seu discurso afirmando “E mesmo agora sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá.” Ela sabia que não havia limites para Jesus, para Ele não haveria impossíveis. Mas aqui vemos algo muito interessante, ao ouvir da boca de Jesus que Lázaro haveria de ressuscitar, automaticamente ela transfere essa fé ou essa palavra para um tempo futuro. Marta entende como um consolo e transfere para uma promessa global e não individual.

Na mente de Marta agora vemos um conflito que acontece com todos nós dia após dia que eu chamo CONFLITO DE SABERES.

Ao mesmo tempo que sabemos que Jesus pode fazer, na nossa mente há um outro saber nos dizendo que Ele fará realmente quando chegarmos ao céu. Temos dificuldade de saber que as promessas de Deus são para nós hoje.

Como Marta, não temos dificuldade em crer no poder de Jesus, em conhecer Seu ilimitado poder e saber que para Ele não há impossíveis. Mas temos dificuldade de aplicar isso em nossa vida diária, entramos num grande conflito quando temos de saber que isso é para nós hoje. Sabemos que Jesus pode mas não sabemos se Ele vai fazer por nós. Confiamos plenamente no Seu poder, mas não confiamos em Sua fidelidade e amor.

Eu e você precisamos entender de uma vez por todas que Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre. Jesus não estava trazendo um conforto a Marta, Ele estava trazendo uma verdade divina, algo que poderia acabar de uma vez por todas com o sofrimento dela. Era a garantia de uma intervenção divina na situação caótica em que ela se encontrava.

Diferente de Marta nós devemos calar todo saber que nos afasta de viver a promessa de Deus hoje e firmar nossa fé no SOCORRO BEM PRESENTE NA HORA DA ANGÚSTIA.

“e, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que já alcançamos as coisas que lhe temos pedido.” 1 João 5.15

No stress!

nostress

"Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças." Fil 4:6

Ao lermos esse texto, normalmente somos tentados a achar que é algo impossível de acontecer. Na sociedade em que vivemos hoje, tão acelerada, onde um bom profissional não é mais aquele que tem uma especialidade mas aquele que independente da sua especialiadade consegue exercer várias funções ao mesmo tempo, vivemos sem ansiedade é quase uma utopia.

Porém a Palavra de Deus tem a resposta e o caminho para esse grande desafio:

1. Nascemos de novo

João 1:12,13 "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus."

II Coríntios 5:17 "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo."

Hebreus 10:14-17 "16 Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta: 17 E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades."

Romanos 8:1 "PORTANTO, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito."

Durante anos temos visto que pessoas tem perdido o seu sono pois não conseguem se livrar da ansiedade trazida pelo passado. Liberte-se dessa ansiedade.

Nascer de novo significa viver uma nova vida. O velho homem morreu, com seus delitos. Um morto não pode ser condenado pelo que fez ou deixou de fazer. Um dos maiores privilégios que temos por ter nascido de novo é realmente poder viver uma nova vida como se a antiga não existisse mais pois diante de Deus ela realmente não existe.

Seja bem vindo a "terra do começar de novo". Muitas pessoas pensam ser impossível começar de novo, mas como o nosso Deus é o Deus do impossível, Ele nos concedeu este privilégio, de graça.

Não permita que residam em você memórias que trazem um peso de um sentença que já foi paga. Ninguém pode pagar por algo que já foi pago.

2. Temos um Pai

Mateus 6:31-34 "Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? 32 (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; 33 Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. 34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal."

João 17:15 "Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal."

Não nos inquietamos com as coisas básicas da vida, do dia a dia. Quando você era pequeno, você não se preocupava se teria roupa, comida, se a conta de luz estava em dia, pois você sabia que tinha um pai.

3. Temos uma herança

Romanos 8:17 "E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados."

Gálatas 3:29 "E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa."

Você já viu alguém que tem uma boa herança se preocupar com o futuro? Com estabilidade financeira?

Tudo aquilo que Deus tem nos foi dado como herança, desde a sua vida até as suas posses. Temos um Pai riquíssimo, que é auto-suficiente, conhecido como o Grande El Shadday.

Salmos 24:1 "Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam."

Hebreus 9:15-17 "E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.16 Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador. 17 Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum valor enquanto o testador vive?"

O melhor de tudo isso é que essa herança já está disponível para nós através da morte de Cristo na cruz do calvário. Deus morreu em Cristo por nós pois Jesus é Deus. Logo, a herança já está disponível.

Não permita mais que a ansiedade roube de você o prazer de viver.

Viva o dia de hoje, pois este é o único dia que você tem pra viver. Deixe o seu amanhã nas mãos do único que é conhecedor do futuro, Deus, o seu Pai.

Dando Glória a Deus

dandogloriaadeus

... contudo, à vista da promessa de Deus, não vacilou por incredulidade, antes foi fortalecido na fé, dando glória a Deus ...” Romanos 4:20  

É tão interessante ver como esse versículo tem sido citado tantas vezes na igreja mas poucas pessoas conseguiram compreender o verdadeiro sentido do que o apóstolo Paulo estava querendo ensinar através dessas palavras. Normalmente quando lemos esse versículo, é quase que automática a vontade de falar ou até mesmo gritar “Glória a Deus!” de certa forma, foi incutido na nossa mente que dar glória a Deus são simplesmente palavras, para outros é simplesmente um chavão.

De acordo com o dicionário Aurélio a palavra glória significa: fama adquirida por ações extraordinárias; honra. Ou seja, para que uma pessoa possa ter alguma glória é necessário que ela faça alguma coisa. Ninguém pode receber glória por algo que não fez.

Abraão deu glória a Deus exatamente quando ele se rendeu à Sua vontade e deixou com que Deus cumprisse a promessa do jeito d’Ele. Não mais tentando ter filhos com uma escrava, nem mesmo planejando colocar seu servo como herdeiro, mas simplesmente deixando Deus ser verdadeiro na sua vida.

Nós precisamos entender que quando Deus nos faz uma promessa, Ele tem todo o projeto e toda provisão preparada para o cumprimento dessa promessa. A Palavra d’Ele nunca volta vazia, antes cumpre o propósito para o qual foi designada. O Deus ao qual servimos não é homem para que minta e Ele é o único poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que possamos pedir, pensar ou imaginar.

Quando alcançamos essa compreensão, paramos de tentar dar um jeitinho da promessa se cumprir, paramos de tentar ajudar Deus, ou tentar acelerar o processo. Tiramos a nossa mão e deixamos espaço pra Deus trabalhar em nosso favor.

Se Deus prometeu, Ele vai cumprir. Pode passar o tempo que for necessário, podem as circunstâncias ser as mais adversas, nada pode mudar aquilo que Deus determinou.

Lembre-se: Quando Deus disse “Haja luz”, o universo não ficou inerte diante dessa palavra, muito pelo contrário, imediatamente o universo deu um jeito de luz acontecer. Deus continua sendo o mesmo, e a Palavra d’Ele também, logo, da mesma forma que luz aconteceu no início, a promessa de Deus se cumprirá na sua vida. Basta somente você dar glória a Deus, não somente falando, mas deixando Deus fazer do jeito d’Ele, no tempo d’Ele.

JEJUM - Consagração, não apenas abstinência

JEJUM - Consagração, não apenas abstinência 20121203-233615.jpg

É bom relembrar alguns alertas e dicas para esse tempo tão precioso de jejum. Neste propósito, decidi escrever esta série de textos com alguns alertas e dicas. Estamos vivendo um tempo de consagração aqui na Igreja Batista da Lagoinha. Toda a igreja está inserida em um propósito de 40 dias de consagração e jejum. Durante esses 40 dias vamos nos abster de 10 itens do nosso dia a dia. Saiba mais sobre este propósito no portal da Igreja através do link http://www.lagoinha.com/ibl-noticia/lagoinha-reserva-40-dias-de-jejum-e-oracao/ . Acompanhe e seja edificado!

O jejum não é uma disciplina cristã que deve ser praticada isoladamente. Uma vez que um dos principais propósitos do jejum é a consagração (separação), ele deve ser permeado com algumas práticas. Todas as vezes que vemos a prática do jejum nas Escrituras, há um complemento a ele, está sempre seguido de algo. Isso nos ensina que a abstinência por si só não cumpre o propósito. É como uma pessoa que deseja iniciar uma rotina de vida mais saudável. Não é necessário ela apenas se abster daquilo que é prejudicial, ela precisa também adquirir hábitos mais saudáveis. Consagração é este tempo onde simultâneamente você se abstêm de certas coisas e abraça outras que o levarão a conhecer mais o Senhor.

1. Leia a Bíblia É na Bíblia que temos acesso a mente de Deus, toda a vontade de Deus para a sua vida está registrada na Biblia, ela é a palavra de Deus. Separe momentos para ler e meditar em textos bíblicos que falam a respeito do propósito do seu jejum. Esses momentos podem ser no período que você já está acostumado a ler a bíblia, entretanto, seria muito mais proveitoso se você fizesse essa leitura além do seu período devocional diário. Muitas das respostas que buscamos de Deus já estão escritas na Biblia. São nesses momentos de leitura e meditação na Palavra que respostas, orientações, conselhos e direções chegam. Nosso entendimento, muitas vezes obscurecido pelas pressões e ansiedades da vida, é iluminado pela luz da Palavra de Deus. É bom buscar textos que você ainda não conhece, e melhor ainda é trazer a memória textos que o Espírito Santo já falou em algum momento ao seu coração. A leitura da Bíblia também o ajudará a manter vivo em sua mente que este tempo de jejum não é uma dieta, mas um período de consagração para um propósito específico.

2. Ore A oração é vital. Em períodos bíblicos de convocação ao jejum a oração está presente. Orar é ter relacionamento e intimidade com Deus. É um dialogo entre o Pai e seus filhos. É na oração que você pode mergulhar em Deus e, ao mesmo tempo, ser cheio dEle. A consagração deve levar a uma intimidade maior com Deus. Assim como na leitura da Bíblia, reserve um tempo para orar pelo motivo do seu jejum além do seu tempo normal de oração.

3. Profetize Filtre de forma ainda mais diligente durante esses dias as suas palavras. Ao invés de ficar relatando a sua situação, em todo o tempo declare aquilo que você sabe que é a vontade de Deus. Em suas palavras há poder de vida ou morte, como está escrito no livro de provérbios. Muitas pessoas anulam sua consagração através das palavras que liberam. Declare a Palavra, pois declarar a Palavra de Deus é também profetizar. Profetizar é falar por inspiração divina. Não é nenhum "bicho de sete cabeças" nem uma coisa extremamente extraordinária como alguns insistem em afirmar.

Que este tempo de consagração te leve a viver cada dia mais íntimo do seu Pai Celestial. É um tempo de consagração, de se tornar mais sensível a voz do Espirito Santo e mergulhar na intimidade do Senhor.

Viva Cristo, Leo Capochim www.leocapochim.com

E agora, o que fazer? - Vanessa Capochim

E AGORA

Em muitos momentos da nossa vida decidimos tomar algumas decisões e acabamos nos perdendo no meio do caminho. Quando percebemos o que fizemos, notamos que estamos confusos, e já não sabemos mais o que fazer.

Vamos analisar alguns versículos:

“A ti clamaram e escaparam; em ti confiaram e não foram confundidos.” (Salmos 22:5 ARC) 

“Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.” (Romanos 10:11 ARC) 

“Porque o Senhor Jeová me ajuda, pelo que me não confundo; por isso, pus o rosto como um seixo e sei que não serei confundido.” (Isaías 50:7 ARC) 

“Em ti, Senhor, confio; nunca seja eu confundido.” (Salmos 71:1 ARC)

A Palavra nos garante que Deus não nos deixa confundidos, mas qual a razão de passarmos por situações que não percebemos a verdade e ficamos confundidos, ou confusos?

A Palavra de Deus é sempre a verdade. Em Números 23.19 diz: “Deus não é homem para que minta”. Deus nos mostra a verdade, mas, o problema, é que não prestamos atenção ao que Ele diz e pensamos não ser o melhor para nós. Até mesmo continuamos pedindo “sinais” a Deus, sendo que Ele já deu.

Nosso conforto e comodismo acabam nos dominando. O emprego que estamos traz o nosso “sustento”, a pessoa que namoramos parece ser a melhor, ou a única pessoa que existe no mundo e ir aos domingos a igreja já é suficiente.  Mas algumas vezes Deus nos pede para trocarmos de emprego, terminar o namoro e fazer algo além de apenas ir a igreja aos domingos. Porém temos medo de tomar decisões pensando ser a errada.

Satanás usa situações e até mesmo pessoas para nos tirar da presença do Senhor, fazendo com que fiquemos cegos, não enxergando e compreendendo aquilo que Deus quer para nossa vida. Por isso precisamos confiar no Senhor de todo coração e não ter medo de seguir a direção Dele.

Se já sabemos que Deus não nos deixa enganados, não podemos VIVER enganados. Não aceite o domínio de Satanás sobre sua vida, e não deixe que a sua própria vontade prevaleça. Somos falhos e nossa vontade e sentimentos muitas vezes nos enganam. Aos seus olhos seu emprego é o melhor e seu namorado (a) é a pessoa de Deus, mas Deus vê muito além, Ele sabe o que é melhor para você, pois a vontade de Deus é: boa, agradável e perfeita. Romanos 12.2.

Escolha HOJE ser livre do domínio das trevas e do domínio de seus pensamentos. Atitudes e decisões radicais precisam ser tomadas para mudar o rumo da nossa vida. ESCOLHA não viver enganado. Como diz o ditado: o pior cego é aquele que não quer ver.

Livre-se de toda algema que te prende e te impede de ver e viver a vontade de Deus.

“Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé […]” Hebreus 12:1-2

Eu não sou Deus! - Léo Capochim

bandeira-branca

Hoje pela manhã, em meu momento de devocional, o Espírito Santo me levou a declarar para mim mesmo: LEONARDO, SÓ EXISTE UM DEUS!Essa é uma verdade primária da fé cristã e por isso quando declarei era tão óbvio dentro de mim que todos os outros deuses não são Deus e somente Deus é Deus. Achei que Ele estava me direcionando a um momento de adoração, mas percebi que o Espírito queria me ensinar algo além do óbvio quando ouvi sua doce voz dentro de mim me direcionando a orar: “Ensina-me que só Deus é Deus, eu não sou.” Percebi naquele instante que estava na hora de abrir meu coração e mente e me deixar levar por Ele a esse lugar de confronto. Quantas vezes eu e você precisamos declarar isso para nós mesmos, pois nos esquecemos dessa verdade constantemente. Por isso decidi compartilhar com você esse momento de oração, confronto e ensinamento:

Preciso me lembrar constantemente que não sou onipresente. Por mais que eu queira, eu não posso estar em todos os lugares, sou um ser geograficamente limitado e preciso entender isso. Não posso ceder a pressão das pessoas e tentar estar em todos os lugares, sou uma só pessoa e só posso estar em um só lugar. Preciso aprender a ouvir a direção de Deus e estar onde Ele quer que eu esteja. Saber que onde eu não estou Deus está, e é melhor que Ele esteja do que eu. Ensina-me Senhor que eu não sou onipresente.

Preciso me lembrar constantemente que não sou onisciente. Eu não sei tudo, nem posso me lembrar de tudo, sou um ser mentalmente e intelectualmente limitado. Quantas vezes o orgulho disfarçado dentro de mim me faz achar que já sei tudo e não tenho mais nada a aprender, que todos deviriam me ouvir mais. Livra-me disso Deus, dá-me um coração ensinável a cada dia. Tenho tanta facilidade de lembrar o que preciso esquecer e esquecer o que preciso lembrar, sou realmente limitado em minha mente, preciso do Teu Espírito. Preciso ser ensinado e lembrado pelo Senhor! Ensina-me Senhor que mesmo que eu usasse toda a capacidade da minha mente ainda assim eu seria muito limitado em meu saber, pois só o Senhor é onisciente.

Preciso me lembrar constantemente que eu não sou onipotente. Deus, talvez essa seja a parte mais difícil. Quantas vezes por causa da pressa ou da incredulidade quero fazer as coisas acontecerem e ainda quero que aconteçam do meu jeito imperfeito e não do Teu que é perfeito. As vezes acho que realmente sou eu quem posso todas as coisas e faço tudo por mim mesmo, empenho todas as minhas forças para realizar como se somente isso fosse suficiente para fazer as coisas acontecerem. Confio mais na força do meu braço do que no Seu poder quando simplesmente eu faço. O pior é que se eu olhasse para trás saberia que todas as vezes onde achei que poderia tudo, não alcancei nada de bom e mesmo assim ainda tento ser todo poderoso. Ensina-me Senhor que em mim mesmo sou um ser limitado, pois só o Senhor é onipotente.

Quando eu me lembrar que somente o Senhor é onipresente ficarei aliviado de fardos que não são meus. Entenderei que a Tua presença é melhor que a minha e confiarei nela como a solução e não a minha presença.

Quando eu me lembrar que somente o Senhor é onisciente escolherei ouvir mais a sua voz e aprender com o Senhor do que comigo mesmo. Dependerei somente do Senhor para me guiar e não ficarei mais perdido em minhas “achologias”.

Quando eu me lembrar que somente o Senhor é onipotente limitarei a me esconder em Ti e entender que somente em Ti eu vivo, me movo e existo. Entenderei que é somente em Ti que eu posso todas as coisas. Aprenderei que todas as minhas limitações são quebradas quando estou em Ti e somente por estar em Ti não há limites para mim.

ENSINA-ME PAI QUE SOMENTE TU ÉS DEUS, E NÃO EU!