blog

um site para edificação em amor.

O ARGUMENTO INFALÍVEL

O poder de um argumento bem elaborado é realmente extraordinário. E, possuí-lo, concede supremacia em meio a um debate e respeito diante de questionadores. Inserido no ambiente acadêmico da teologia, vejo constantemente alunos e professores que se esforçam em buscar argumentos que possam encerrar discussões. Todavia, já percebi que fortíssimos argumentos que, por tempos, já deixaram sábios questionadores sem palavras, conseguiram ser facilmente desconstruídos por novas premissas mais bem elaboradas.

“Cada um tem a sua verdade”, diante dessa máxima instituída na pós modernidade, argumentos sólidos elaborados por mentes brilhantes estão perdendo o seu brio, esvaindo assim o poder das palavras e tornando tolice a argumentação ou trocando a argumentação pela aceitação.

É necessário que haja uma maneira de se demonstrar a verdade com algo mais forte do que um conjunto de palavras. Toda doutrina pode ser questionada, mas uma vida exemplar é o mais forte argumento de um cristão. O argumento infalível é uma vida exemplar diante da falência do poder de um argumento em nossa sociedade.

Em toda a bíblia o cristão é encorajado a viver à altura da verdade que anuncia e não apenas ser um bom argumentador da mesma. É verdade que as pessoas sempre estarão dispostas a ouvir o que você tem a dizer quando as suas atitudes forem inquestionáveis.

Vejamos, por exemplo, o apóstolo Paulo quando foi anunciar o evangelho em Corinto. Essa era uma cidade cosmopolita e plural, onde as pessoas iam às praças para ouvir grandes filósofos e pensadores expondo suas ideias e argumentos. Sendo Paulo um homem de extrema capacidade intelectual, preferiu usar o argumento infalível. O próprio escreve aos coríntios dizendo “E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.” 1 Co 2:4,5. A palavra grega traduzida como demonstração também significa manifestação, exibição, prova.

Contra fatos não há argumentos. Contra uma história viva não há questionamentos. Se o evangelho não se tornar um fato em nossa vida, nossos mais belos argumentos teológicos serão reduzidos a apenas mais uma opinião a respeito de Deus.

Ser cristão não é carregar uma cruz, não é pertencer a uma religião ou cumprir um conjunto de regras para merecer o céu e não ir para o inferno. Ser cristão é ser como Cristo. Os discípulos foram chamados cristãos pela primeira vez pelos gentios em Antioquia. Após serem reconhecidos como judeus e também como discípulos de Jesus, as pessoas de Antioquia veem nesses homens CRISTÃOS. Esses homens não seguiam apenas uma religião, não eram propagadores de uma nova filosofia, eles demonstravam em suas vidas o evangelho de Cristo Jesus.

“Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.”‭ 1 Coríntios‬ ‭11:1‬ ‭NVI‬‬. Esse é o conselho de Paulo para a igreja de Corinto que cabe como uma luva para cada cristão nos dias em que vivemos. Muito mais do que buscarmos argumentos que convençam a razão, vamos demonstrar o argumento infalível, nosso exemplo de vida. O alvo final é imitar a Cristo, é ser como Ele, viver como Ele vivia.

 

Viva Cristo,

Leonardo Capochim (Facebook)

@leocapochim (Instagram, Twitter, Snapchat)

www.sementesdefe.com