blog

um site para edificação em amor.

Monumento a criança não nascida

Esta escultura é de autoria do jovem eslovaco Martin Hudáček conhecida como MONUMENTO AS CRIANÇAS NÃO NASCIDAS.
Ela expressa a tristeza e o pesar das mães que praticaram um aborto mas também o perdão e o amor do feto para a mãe.
A idéia surguiu de jovens mulheres, mães, que estão profundamente conscientes do valor de cada vida humana e os danos que é infligido, não apenas um desperdício de potenciais de crianças não nascidas, mas também danos mentais permanentes (por vezes física) de cada mulher que decide abortar o feto.

EU SOU A FAVOR DA VIDA!

Fonte e foto: 
http://www.martinhudacek.sk/prace/
http://www.health.gov.sk/Clanok?pomnik-nenarodenym-detom
http://www.uprait.org/index.php?option=com_content&view=article&id=1198%3Ascultura-del-bambino-non-nato&catid=348%3Abioarts&Itemid=315&lang=en

Flechas nas mãos da guerreira

Salmo 127 "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem. Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão dum homem valente, assim os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, quando falarem com os seus inimigos à porta."

1. A flecha antes de ser usada precisa ser carregada pela guerreira. Os pais precisam cuidar dos filhos, carregar e suportar os filhos. O primeiro momento é sempre o de carregar, carregar nos braços.

2. A flecha precisa ser lançada para longe. Ninguém carrega a flecha para guardar. Nós não criamos os filhos para nós mesmos. Criamos para cumprir o propósito de Deus. As flecha tem que ser lançadas.

3. A flecha precisa ser lançada na direção de um alvo específico. A guerreira não desperdiça flechas. Devemos dirigir nossos filhos para a gloria de Deus. Não descanse, continue a manter a porta fechada para o inimigo na sua casa.

(Anotações da mensagem do Pr. Márcio Valadão no dia 13/05/2012)