Vanessa Capochim

mulheres na moda da santidade

É hora de crescer!

Algumas frases e orações são comuns no nosso dia a dia: “peço a Deus para que feche as portas que não são para eu passar, e abra as portas que o Senhor tem pra mim” ou “quero terminar esse namoro, mas ainda gosto da pessoa, Deus poderia tirar esse sentimento do meu coração”.

Não há impossíveis para Deus, para Ele é muito simples responder a essas solicitações. Porém, existem coisas que nós precisamos decidir e fazer. Precisamos crescer espiritualmente.

Imagine um bebê. Ele não escolhe as roupas que vestirá, apenas, expressa fome, sono e frauda suja através do choro. Na medida em que esse bebê cresce, passa a tomar suas decisões e aprende a comer, dormir e ir ao banheiro sem chorar. É um processo na vida da criança.

Assim somos nós. Não podemos ser “bebês” espirituais para sempre. Precisamos crescer. Ao invés de pedirmos a Deus para que abra e feche portas, podemos pedir discernimento para escolher entre as portas. Temos o Espírito Santo em nós, e Ele nos guia a toda verdade. Precisamos entender que não somos “robôs” manipulados por Deus. Para Deus abrir e/ou fechar portas em nosso caminho é muito fácil, mas Ele nos dá o direito de escolha.

Da mesma maneira, temos a liberdade de escolher com quem vamos nos relacionar. Pedir a Deus para tirar sentimentos é preguiça espiritual. Não queremos sofrer conseqüências de nossas atitudes e não queremos buscar a Deus com mais intensidade. Preferimos fazer uma simples oração e pronto! Como um toque de mágica! Mas com Deus não funciona assim. A Bíblia nos ensina a “buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas as demais coisas serão acrescentadas”. MT 6.33

Ame a Deus de todo o seu coração, de todo o seu entendimento, de toda a sua alma e com toda a sua força. Mc 12.30

Não espere que Deus faça tudo para você e por você. Deus deseja que você tome decisões sábias. Peça sabedoria e discernimento a Deus para tomar as decisões necessárias em sua vida, seja a troca de emprego ou o término do namoro.

É hora de crescer!

por

Vanessa Capochim