Vanessa Capochim

mulheres na moda da santidade

Agora é pra valer

Sonho e viverei este ano o casamento que Deus sonhou pra mim!

 

Assim como o seu e da maioria das mulheres, meu sonho é me casar. Recordo-me que aos dezesseis anos sonhei com uma festa de casamento espetacular, em clube luxuoso de BH e lotada de amigos e parentes. Também sonhava com o meu príncipe no estereótipo que Hollywood criou para sonharmos mesmo. Para mim, casamento era muito mais chegado para um romance americano do que para o que ele realmente é. Dinheiro? Isso nem existia em meus sonhos. Adaptações dos temperamentos, abrir mão de vontades e ter que engolir o que não quero, menos ainda. Ô vidinha fácil essa do meu sonho! Mas isso aconteceu num contexto em que eu não me preocupava se o salário tinha que cair ou não, não sabia o que era namoro e tudo que vivia ainda era “debaixo das saias” da mamãe.

Com o passar dos anos cresci. Conheci meu príncipe, aos 19 anos. No primeiro ano de namoro tudo maravilhoso, mas do segundo em diante descobri que ele não era bem o de Hollywood. Mas ele era e é o único capaz de, ao mesmo tempo que me faz raiva, me fazer feliz. Então entendi, posso viver o sonho de me casar com ele, mas preciso aprender o que é um casamento da vida real. E aprendemos! Mas teve muitos choros, risos e desafios para respeitarmos o jeito um do outro e a nos adaptarmos. Aliás, até hoje estamos nesse caminho.

No ano passado, com quase quatro anos de relacionamento noivamos e foi então que ele, o bendito dinheiro surgiu em cena – quase como um pesadelo, se não fosse a intervenção do dono dele, Jesus. Alugar o vestido, comprar o pacote do dia noiva, contratar os serviços de foto, vídeo e cerimonial, blá,blábláblá. Recebi orçamentos exorbitantes e, mesmo crendo que Deus está nessa causa, cheguei ao ponto de pensar que não conseguiria pagar tudo. Foi então que em um dia “provei” o Senhor e ele me respondeu. Disse a ele que se eu recebesse mais orçamentos nos valores que estavam, não prosseguiria com esse sonho, pois não aceitava “tirar meu rim” para bancar esses absurdos. No outro dia passei a receber alguns orçamentos mais justos e, ainda faltando um ano para o casamento, já havia fechado a maioria dos serviços para a cerimônia! E o melhor, pagando de 10 vezes, sem juros, tive a oportunidade de comprar outras coisas e fechar outros serviços.

Hoje, escrevo este texto com gratidão ao Senhor, pois estou vivendo meu sonho infinitamente melhor do que aquele que sonhei aos dezesseis anos. Tenho muitas pessoas ao meu lado para comemorar comigo e com meu noivo esse momento (tanto que temos 20 casais de padrinhos para entrar, mais quatro damas madrinhas). Temos testemunhado o milagre da multiplicação do nosso salário e nos alegrado com a sabedoria que Deus tem nos dado para administrar nossas finanças.

No sonho de adolescente não pensava em uma vida a dois depois da cerimônia de casamento. Neste sonho que vivo, aguardo com ardente expectativa a intimidade criada pelo meu Deus, o amor como uma escolha de fazer meu marido feliz e ir morar em minha casinha, que já é própria! Veja, quando o Senhor contempla nossos sonhos ele os transforma em bênçãos muito mais completas, pois somente Ele sabe do que realmente precisamos (Filipenses 4.19).

Talvez você ainda esteja sonhando com um casamento ou um príncipe de Hollywood, e não consegue viver esse sonho justamente porque limitou-se a esse padrão surreal. A melhor coisa que eu fiz foi deixar esse padrão somente para a imaginação e não para a vida real [apesar de ainda amar assistir filmes de romance americano para me inspirar e suspirar com aquelas cenas de primeiro beijo e declarações de amor]. Quando você buscar por um homem temente ao Senhor o “pacote” chegará completo, por isso ele virá com qualidades e defeitos, e talvez não terá olhos azuis como o de Hollywood [nesse quesito eu faturei!rs.] Mas você vai amá-lo e vai escolher viver para sempre com ele. E quando você marca a data do seu casamento, é “de lei”, as portas se abrem, e milagres acontecem mesmo. Mas sonde a motivação do seu coração. Conheço pessoas que não se casaram até hoje porque não têm todo o dinheiro que precisam para fazer a festa dos sonhos. Enquanto isso, vão postergando viver uma vida a dois, debaixo das bênçãos do Senhor, correndo o risco de desgastarem o relacionamento e darem espaço à carne [sexo antes do casamento infelizmente é muito comum nos relacionamentos de longa data, que não progridem para um casamento].

Escolha viver o sonho de Deus para sua vida sentimental. Escolha obedecer e crer. Daqui pouco mais de um mês subo ao altar para celebrar e testemunhar: “As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” (1Co 2.9) Esse é, inclusive, o versículo que o meu príncipe escolheu para colocarmos no nosso convite de casamento. Estou ou não vivendo um sonho infinitamente melhor do que o que tive na adolescência? Escolhi viver o casamento que Deus sonhou para mim, e ele é perfeito (Romanos 12.2). Você também pode escolher isso!

por

Stephanie Zanandrais

Jornalista

Trabalha para o site www.lagoinha.com

@stephaniezanan

É hora de crescer!

Algumas frases e orações são comuns no nosso dia a dia: “peço a Deus para que feche as portas que não são para eu passar, e abra as portas que o Senhor tem pra mim” ou “quero terminar esse namoro, mas ainda gosto da pessoa, Deus poderia tirar esse sentimento do meu coração”.

Não há impossíveis para Deus, para Ele é muito simples responder a essas solicitações. Porém, existem coisas que nós precisamos decidir e fazer. Precisamos crescer espiritualmente.

Imagine um bebê. Ele não escolhe as roupas que vestirá, apenas, expressa fome, sono e frauda suja através do choro. Na medida em que esse bebê cresce, passa a tomar suas decisões e aprende a comer, dormir e ir ao banheiro sem chorar. É um processo na vida da criança.

Assim somos nós. Não podemos ser “bebês” espirituais para sempre. Precisamos crescer. Ao invés de pedirmos a Deus para que abra e feche portas, podemos pedir discernimento para escolher entre as portas. Temos o Espírito Santo em nós, e Ele nos guia a toda verdade. Precisamos entender que não somos “robôs” manipulados por Deus. Para Deus abrir e/ou fechar portas em nosso caminho é muito fácil, mas Ele nos dá o direito de escolha.

Da mesma maneira, temos a liberdade de escolher com quem vamos nos relacionar. Pedir a Deus para tirar sentimentos é preguiça espiritual. Não queremos sofrer conseqüências de nossas atitudes e não queremos buscar a Deus com mais intensidade. Preferimos fazer uma simples oração e pronto! Como um toque de mágica! Mas com Deus não funciona assim. A Bíblia nos ensina a “buscar em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas as demais coisas serão acrescentadas”. MT 6.33

Ame a Deus de todo o seu coração, de todo o seu entendimento, de toda a sua alma e com toda a sua força. Mc 12.30

Não espere que Deus faça tudo para você e por você. Deus deseja que você tome decisões sábias. Peça sabedoria e discernimento a Deus para tomar as decisões necessárias em sua vida, seja a troca de emprego ou o término do namoro.

É hora de crescer!

por

Vanessa Capochim