blog

um site para edificação em amor.

ABRACE O TEMOR

Já presenciei muitas reuniões, processos seletivos e treinamento de equipes ao longo dos anos. Esses momentos geralmente são cheios de dinâmicas, palavras de motivação, entrevistas e outras atividades de grupo ou individuais. Uma atividade que me chama a atenção é aquela em que cada participante deve falar a primeira palavra que lhe vier à mente em resposta a cada palavra proferida pelo instrutor. Por exemplo: quando o instrutor diz a palavra “amor”, já ouvi pessoas responderem “mãe”, “casamento”, “romance”, “chocolate”. Ao falar “férias” surgem respostas como “praia”, “família”, “necessidade”, “descanso”.

 

Perceba que comumente as respostas revelam associações lógicas ou emocionais existentes na mente de um indivíduo. Ao citar “felicidade”, um grande número de palavras surge em sua mente, porém é muito raro que alguém tenha pensado na palavra “temor”. Entretanto, a felicidade bíblica está associada ao temor. Ao revelar o caminho para a felicidade, o salmista estabelece o temor como uma de suas etapas.

 

Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos!

Salmos 112:1

 

O homem somente encontrará a verdadeira felicidade ao abraçar o temor do Senhor. Muitas pessoas têm encontrado dificuldade em alcançar a felicidade na vida pois não aprenderam a temer a Deus. Por mais que este seja um assunto recorrente das Sagradas Escrituras, existindo uma média de quinhentos versículos que falam a respeito dele, os cristãos confundem o que venha a ser este temor. Temer ao Senhor não é ter medo, é um respeito sublime a Ele. A palavra hebraica usada no texto pode ser traduzida como honra, reverência, admiração, respeito. Logo, o temor é um reconhecimento de quem Deus é. É reconhecer que Ele é Deus, é soberano, é senhor, é grande, é todo poderoso.

Acredito que uma grande parcela das tristezas que se alojam no coração estão ligadas a falta desse reconhecimento de que somente Deus é deus. O ser humano é, em muitos momentos, um colecionador de frustrações incoerentes. Decepções por não saber de tudo, por situações que fugiram de seu controle ou até mesmo por não conseguir realizar algo que era impossível. São escravos da tristeza pois não conseguem aceitar que não são Deus, logo, não podem fazer o que somente Deus poderia fazer. Aconselho que você leia um artigo que escrevi a uns anos atrás com o título Eu não sou Deus. Certamente irá ajudá-lo a alcançar esta verdade.

Quando o cristão abraça o temor do Senhor há uma verdade que logo lhe alcança. Ele começa a ter prazer no mandamento do Senhor. Essa verdade é totalmente contrária ao instinto humano e as filosofias presentes em nosso século. O homem não gosta de leis, mandamentos ou regras. Aquele que busca seguir fielmente a leis é taxado por muitos como bobo, manipulado, prisioneiro e infeliz. Uma pessoa pode ser perseguida em seu local de trabalho apenas por ser leal. Um dos motivos disso acontecer é a presença da rebeldia no coração do homem.

A bíblia declara que a verdadeira felicidade está em ter grande prazer na lei do Senhor. Só encontra prazer na lei aqueles que entendem o seu propósito. Quando o homem entende que todos os mandamentos que Deus estabeleceu têm como fim a preservação da vida, ele começa a se sentir livre e motivado a cumprí-los. O salmista declarou que “A lei do SENHOR é perfeita, e revigora todo o ser. As palavras que vêm do SENHOR são dignas de confiança, e transformam os mais humildes em sábios.” Sl 19.7 KJA

Se você deseja ser feliz de verdade, abrace o temor do Senhor e tenha alegria em seus mandamentos. Sua vida será inundada de refrigério e descanso. O conhecimento de Deus e de seu caráter protegerão a sua vida em meio aos desertos e vales. A vara e o cajado do Bom Pastor te guiarão em meio aos momentos de maiores tristezas e te conduzirão ao banquete e ao triunfo. A sua felicidade está intimamente ligada a sua confiança em Deus.


 

Viva Cristo,

Leo Capochim