blog

um site para edificação em amor.

Lições do nascimento de Cristo

“Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei,” Gálatas 4.4

DEUS ENVIOU SEU FILHO AO MUNDO NO TEMPO CERTO

Algumas vezes eu já me perguntei: Porque Jesus não veio ao mundo imediatamente após Adão e Eva terem pecado? Não teria sido melhor? Ou ainda na época de Noé? Não teria poupado mais pessoas? Mas toda a Escritura nos deixa bem claro que Cristo foi enviado ao mundo no melhor tempo. Algumas vezes na minha mente parecia que Jesus havia demorado demais, afinal de contas desde que foi profetizado pela primeira vez a sua vinda, em Gênesis 3.15, passaram mais de 3 (três) mil anos de acordo com historiadores. Porém quando estudamos a história constatamos que realmente não houve nem haverá tempo melhor na história para a vinda de Jesus.

Com isso aprendemos que Deus, mesmo vivendo além do nosso tempo, Ele é especialista e precisamente pontual no nosso tempo terreno.

Do que vale então questionarmos a Deus com relação ao tempo que temos esperado pela materialização de Suas promessas? Será que não conhecemos ainda a Deus o suficiente para simplesmente crermos que Ele não se atrasa?

Em Habacuque 2.3 lemos “Pois a visão é ainda para o tempo determinado, e se apressa para o fim. Ainda que se demore, espera-o; porque certamente virá, não tardará.”

Para toda palavra de Deus existe o tempo determinado, existe o momento da plenitude dos tempos, existe a hora perfeita. Deus se apressa em cumprir sua Palavra (Sl 147.15), porém em cumpri-la no tempo certo. As vezes pensamentos que Deus está se atrasando, mas não está; o profeta deixa bem claro: se tardar espera pois virá e não tardará. Parece até mesmo uma contradição, mas não é. O apóstolo Pedro também enfatiza em sua carta: “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se.” II Pedro 3.9

As vezes os fatos nos levam a acreditar que já passou o tempo e que agora é tarde demais, mas lembre-se que NUNCA É TARDE DEMAIS PARA O DONO DO TEMPO. Nunca é tarde demais para o Deus eterno onde passado, presente e futuro são para Ele como agora.

Devemos a cada dia aprender a não envolver as promessas de Deus nos limites do nosso tempo, ou tentar interpretar o tempo determinado por Deus com a nossa mente limitada.

Você pode até saber tudo que o já aconteceu na sua vida e tudo o que está acontecendo agora, mas você não sabe o que vai acontecer amanhã, daqui a 01 ano, daqui a 10 anos ou até mesmo daqui a 01 minuto. Não há como planejarmos com perfeição sem conhecimento de futuro, tudo não vai passar de meras suposições.

Por isso a Palavra de Deus nos diz: “Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.” Lamentações 3.26

Quando vier a inquietação na sua alma, quando a ansiedade bater em sua porta ou até mesmo a incredulidade, traga a sua memória as palavras do próprio Deus em Salmos 46.10: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra.”

DEUS ENVIOU SEU FILHO AO MUNDO PELO CAMINHO CERTO

É tão rica e surpreendente essa expressão "debaixo da lei". Quantas vezes já ouvimos pessoas dizendo algo parecido com "Deus vai fazer isso na minha vida de qualquer jeito porque Ele é Deus" ou "Deus faz o que quiser, da maneira que quiser e passa por cima de qualquer coisa pois é Soberano". Essas afirmações são erradíssimas. Nós precisamos ter um conhecimento correto do que é a Soberania de Deus. Por não conhecermos a Deus o vemos como um ditador ou como um anárquico, como aquele que governa desordenadamente, burlando ou manipulando as leis e quebrando princípios morais para estabelecer sua vontade. Esse não é o nosso Deus.

Ao ler e estudar sobre a vinda de Cristo como homem a Terra, percebemos que Deus usou somente os meios legais para estabelecer a sua SOBERANA VONTADE de prover um Salvador aos homens. Neste texto não tenho o objetivo de trazer um longo estudo sobre o assunto (isso eu deixo para o seu tempo devocional), mas somente levar cada um de nós a enxergar que, mesmo Deus tendo uma promessa para a nossa vida e  tendo o poder para fazer acontecer, Ele não cumprirá isso de forma ilegal, ou por atalhos.

A Bíblia diz que Deus é fiel. Uma das definições de fiel que eu mais gosto é: "Que cumpre aquilo a que se obriga." A Bíblia sempre nos encoraja a trilhar o caminho que Deus tem nos proposto e nunca fala de atalhos, sempre nos encorajando a perseverar nos pequenos passos, mas nunca a pular etapas. Por mais que algumas vezes parece que Deus está se movendo em nossa vida de uma forma muita rápida, perceba que Ele nunca está pegando atalhos.

Deus não atua nas ilegalidades que parecem te levar a viver uma promessa. Ele poderia ter enviando Jesus de qualquer forma, mas Ele veio pela porta: nascido de mulher. Aleluia! Já parou pra pensar no quanto isso é magnífico?! Jesus poderia ter simplesmente aparecido na terra ou descido numa nuvem, mas isso seria ilegal.

Mesmo que você não esteja vendo nada alegre-se grandemente. Mesmo sem ver, a promessa está sendo gerada em você. Algumas pessoas esperam a promessa simplesmente aparecer a sua frente, mas há um processo: ela será gerada, crescerá dia após dia e só depois se tornará visível. Para nós que cremos, uma simples semente é sinal de grande colheita. Não menospreze ou rejeite os processos da vida, eles estão te levando a plenitude da concretização da promessa.

Se existe um processo é porque existe um tempo certo. Quando você faz um bolo, existem vários processos envolvidos: separar a clara da gema do ovo, bater as claras em neve, misturar os sólidos e os líquidos separadamente, untar a forma e polvilhar, pré aquecer o forno na temperatura correta, o tempo certo da massa estar no forno entre outros. Se qualquer um desses processos for mal executado, irá interferir completamente no resultado. Você poderá até ter um bolo, porém não terá um excelente bolo.

Não interfira nos processos de Deus na sua vida. Todos eles estão sendo executados para o seu bem.

"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." Romanos 8.28

JEJUM - Consagração, não apenas abstinência

JEJUM - Consagração, não apenas abstinência 20121203-233615.jpg

É bom relembrar alguns alertas e dicas para esse tempo tão precioso de jejum. Neste propósito, decidi escrever esta série de textos com alguns alertas e dicas. Estamos vivendo um tempo de consagração aqui na Igreja Batista da Lagoinha. Toda a igreja está inserida em um propósito de 40 dias de consagração e jejum. Durante esses 40 dias vamos nos abster de 10 itens do nosso dia a dia. Saiba mais sobre este propósito no portal da Igreja através do link http://www.lagoinha.com/ibl-noticia/lagoinha-reserva-40-dias-de-jejum-e-oracao/ . Acompanhe e seja edificado!

O jejum não é uma disciplina cristã que deve ser praticada isoladamente. Uma vez que um dos principais propósitos do jejum é a consagração (separação), ele deve ser permeado com algumas práticas. Todas as vezes que vemos a prática do jejum nas Escrituras, há um complemento a ele, está sempre seguido de algo. Isso nos ensina que a abstinência por si só não cumpre o propósito. É como uma pessoa que deseja iniciar uma rotina de vida mais saudável. Não é necessário ela apenas se abster daquilo que é prejudicial, ela precisa também adquirir hábitos mais saudáveis. Consagração é este tempo onde simultâneamente você se abstêm de certas coisas e abraça outras que o levarão a conhecer mais o Senhor.

1. Leia a Bíblia É na Bíblia que temos acesso a mente de Deus, toda a vontade de Deus para a sua vida está registrada na Biblia, ela é a palavra de Deus. Separe momentos para ler e meditar em textos bíblicos que falam a respeito do propósito do seu jejum. Esses momentos podem ser no período que você já está acostumado a ler a bíblia, entretanto, seria muito mais proveitoso se você fizesse essa leitura além do seu período devocional diário. Muitas das respostas que buscamos de Deus já estão escritas na Biblia. São nesses momentos de leitura e meditação na Palavra que respostas, orientações, conselhos e direções chegam. Nosso entendimento, muitas vezes obscurecido pelas pressões e ansiedades da vida, é iluminado pela luz da Palavra de Deus. É bom buscar textos que você ainda não conhece, e melhor ainda é trazer a memória textos que o Espírito Santo já falou em algum momento ao seu coração. A leitura da Bíblia também o ajudará a manter vivo em sua mente que este tempo de jejum não é uma dieta, mas um período de consagração para um propósito específico.

2. Ore A oração é vital. Em períodos bíblicos de convocação ao jejum a oração está presente. Orar é ter relacionamento e intimidade com Deus. É um dialogo entre o Pai e seus filhos. É na oração que você pode mergulhar em Deus e, ao mesmo tempo, ser cheio dEle. A consagração deve levar a uma intimidade maior com Deus. Assim como na leitura da Bíblia, reserve um tempo para orar pelo motivo do seu jejum além do seu tempo normal de oração.

3. Profetize Filtre de forma ainda mais diligente durante esses dias as suas palavras. Ao invés de ficar relatando a sua situação, em todo o tempo declare aquilo que você sabe que é a vontade de Deus. Em suas palavras há poder de vida ou morte, como está escrito no livro de provérbios. Muitas pessoas anulam sua consagração através das palavras que liberam. Declare a Palavra, pois declarar a Palavra de Deus é também profetizar. Profetizar é falar por inspiração divina. Não é nenhum "bicho de sete cabeças" nem uma coisa extremamente extraordinária como alguns insistem em afirmar.

Que este tempo de consagração te leve a viver cada dia mais íntimo do seu Pai Celestial. É um tempo de consagração, de se tornar mais sensível a voz do Espirito Santo e mergulhar na intimidade do Senhor.

Viva Cristo, Leo Capochim www.leocapochim.com